21°
Máx
17°
Min

Dia dos Pais deve movimentar R$ 5,6 bi, estima Fecomércio RJ

O Dia dos Pais deve movimentar R$ 5,6 bilhões no comércio brasileiro este ano, segundo estimativa da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ), em levantamento feito em parceria com a empresa de pesquisa Ipsos. O setor de vestuário deve ser o maior beneficiado, assim como ocorreu no último Dia das Mães.

Entre os filhos que pretendem dar presentes para os pais, quase metade declarou que compraria roupas (47%). Os demais itens mais citados foram Perfumes e Cosméticos (12%) e Calçados e Acessórios (12%).

Apesar do cenário recessivo na economia brasileira, a pesquisa detectou um aumento de quatro pontos porcentuais na intenção de compras para a data comemorativa. O total que declarou ter intenção de presentear os pais aumentou de 32% em 2015 para 36% em 2016.

O movimento já tinha sido detectado no Dia das Mães, quando 49% dos brasileiros declaram a intenção de presentear, resultado três pontos porcentuais superior ao registrado em 2015.

"Diante da conjuntura econômica, é positivo contar com expectativas de consumo em alta, ainda que sejam resultado de compras mais espaçadas. Quando, nesse cenário, surge um inverno mais forte do que o habitual, como neste ano, entendemos por que as roupas se destacam entre os itens mais mencionados", justificou, em nota, Christian Travassos, gerente de economia da Fecomércio RJ.

O valor desembolsado para o presente, entretanto, será ligeiramente mais magro. O tíquete médio para o pagamento dos presentes deve ficar em R$ 100,97, recuo de 1% ante o mesmo período de 2015, quando o consumidor desembolsou R$ 101,72.