22°
Máx
14°
Min

DJ, S&P 500 e Nasdaq fecham em recorde histórico conjunto pela 1ª vez desde 1999

Os principais índices acionários de Wall Street anotaram novo recorde histórico de fechamento nesta quinta-feira, 11, a primeira vez que isso acontece conjuntamente desde o dia 31 de dezembro de 1999.

O rali foi induzido pelo salto dos preços do petróleo e pelos resultados trimestrais de varejistas norte-americanos, que não vieram tão ruins quanto se esperava.

Como resultado, as ações do setor de varejo e de energia tiveram grandes ganhos na sessão. O índice Dow Jones fechou em alta de 0,64%, aos 18.613,52 pontos, S&P 500 avançou 0,47%, aos 2.185,79 pontos, e Nasdaq ganhou 0,46%, aos 5.228,40 pontos.

Investidores "estão comprando ações porque não existe nenhum outro lugar para ir", disse Tim Rudderow, presidente da Mount Lucas Management.

As ações da Macy's avançaram 17,09% após a loja de departamento relatar vendas melhores que o esperado e planos de fechar até 100 unidades. Já a Kohl subiu 16,17% após um lucro maior que o esperado.

Parte dos ganhos pode ser explicada como uma recuperação após os últimos meses, quando ambos os papéis ficaram entre os de pior desempenho do S&P 500, disse Michael Antonelli, lembrando da concorrência crescente do e-commerce.

Já os papéis de energia tiveram bons ganhos, como o da Chesapeake Energy (+4.8%) e o da Chevron (+1,26%), na esteira do salto de mais de 4,0% dos preços do petróleo em Nova York e Londres.

O movimento foi impulsionado por declarações do ministro saudita Khalid Al-Falih, que o cartel pode "tomar qualquer ação necessária" para estabilizar o mercado global de petróleo em sua reunião de setembro, na Argélia. Fonte: Dow Jones Newswires.