22°
Máx
16°
Min

Dólar à vista oscila ante o real e sobe ante divisas no exterior

O dólar à vista oscila ante o real neste início de sessão desta segunda-feira, 30. Depois de abrir em queda, passou a subir levemente perante a moeda brasileira. Segundo um operador, houve um movimento de realização logo no início da sessão, após a moeda ter subido na sexta-feira com o discurso mais duro da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen. A política, segundo ele, está sendo monitorada, mas não pesa por enquanto nos negócios.

A incerteza no cenário político, sinalizada em boletim da clientes pela LCA Consultores, aumentou por causa de revelações que atingem novos atores do governo em exercício de Michel Temer. O atual ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, foi flagrado em áudio fazendo críticas à Operação Lava Jato e orientando a defesa de Machado e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A conversa, gravada pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, ocorreu em uma reunião na casa de Renan no dia 24 de fevereiro, quando Silveira ocupava a função de conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Também no cenário político está a visita não prevista na agenda do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, ao presidente em exercício Michel Temer no Palácio do Jaburu.

A visita ocorreu na noite de sábado. Segundo as assessorias de Temer e de Mendes, o tema foi o orçamento da Justiça Eleitoral. Ambos negaram ter tratado de outros assuntos, como a análise das contas da campanha de 2014 que pode levar à cassação da chapa que elegeu Dilma Rousseff e o então vice.

O volume de negócios é pequeno nesse início de sessão e tende a continuar assim. O motivo é o feriado nos Estados Unidos nesta segunda-feira. Os americanos param hoje por causa do Memorial Day. Também não haverá negócios em Londres, por conta de um feriado bancário.

No exterior, o dólar opera em alta ante o iene e a maioria das moedas emergentes e ligadas a commodities. O movimento ainda é uma reação ao discurso da presidente do Federal Reserve que sinalizou na sexta-feira que pode haver elevação dos juros em breve nos EUA, caso a economia do país continue a melhorar.

Às 9h36, o dólar à vista subia 0,09% e era cotado a R$ 3,6133. O contrato para junho subia 0,24% e era cotado a R$ 3,6145.