20°
Máx
14°
Min

Dólar à vista vira no final e cai com venda pontual no mercado futuro

O dólar virou para o lado negativo no finzinho da sessão desta terça-feira, 14, com vendas puxadas pelo mercado futuro, após a moeda passar a tarde toda em alta, segundo operadores de câmbio. "Houve uma venda de cerca de US$ 100 milhões no mercado futuro no final, algo pontual, que puxou a baixa do dólar à vista", disse um executivo de uma corretora.

Antes da virada final, a moeda à vista computava ganhos, reagindo à aversão ao risco no exterior e à cautela decorrente da incerteza sobre medidas econômicas, desdobramentos da crise política envolvendo lideranças do PMDB e a Lava Jato e atuação do Banco Central sob o comando de Ilan Goldfajn, segundo operadores do mercado.

No exterior, o petróleo caiu pela quarta sessão, enquanto as bolsas fraquejaram, carregando junto a Bovespa. Todos estão à espera da entrevista da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, amanhã após o anúncio da decisão de política monetária da instituição. Não é aguardada alta de juros nos EUA, mas Yellen pode emitir sinais sobre um possível aperto em julho ou setembro.

A moeda americana abriu em alta, já refletindo a tendência do Dollar Index, e atingiu máxima de R$ 3,5147 (+0,93%) no mercado à vista logo em seguida. Este patamar de preço atraiu ingresso de dólares pela via financeira e de exportadores e também vendas de outros players para realização de lucros, tendo em vista a alta acumulada até então de 5,22% desde quinta-feira passada, disseram as fontes ouvidas pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Pontualmente, a cotação chegou a cair pela manhã, mas retomou o sinal positivo após o meio-dia, paralelamente à ampliação das perdas da Bovespa na esteira da desvalorização de commodities, como petróleo, cobre e minério de ferro.

Para um operador de uma corretora, a queda durante a manhã foi pontual e direcionada por fluxo financeiro positivo decorrente das captações corporativas recentes. No entanto, segundo ele, prevaleceu a busca por proteção, com compra de dólar, antes do anúncio do Fed amanhã e da votação no Reino Unido na semana que vem sobre a permanência ou não do país na União Europeia.

A moeda no mercado à vista terminou cotada a R$ 3,4801, com baixa de 0,06% no balcão. A mínima intraday, pela manhã, foi de R$ 3,4576 (-0,71%). O giro total somou cerca de US$ 1,076 bilhão. A taxa Ptax desta terça-feira fechou em alta de 0,89%, aos R$ 3,4839.

No mercado futuro, às 17h30, o dólar para julho subia 0,03%, aos R$ 3,4980, com volume financeiro de cerca de US$ 13,417 bilhões. Na sessão, o preço desse contrato oscilou de R$ 3,4735 (-0,67%) a R$ 3,5320 (+1,00%).