27°
Máx
13°
Min

Dólar acentua alta ante real após leilão, mas mostra fraqueza no exterior

O dólar sobe ante o real na manhã desta segunda-feira, 2, tendo acentuado ganhos após o leilão de swap reverso, no qual o Banco Central vendeu toda oferta de 40 mil contratos, além do aumento da alíquota de IOF sobre a compra de dólar em espécie no mercado à vista, de 0,38% para 1,10%, segundo um operador de câmbio.

Às 9h55, o dólar à vista subia 1,11%, a R$ 3,4757, enquanto o dólar para junho tinha alta de 1,14%, a R$ 3,5075.

No exterior, o euro superou o patamar de US$ 1,15 nesta manhã e atingiu a máxima em 16 meses ante a divisa dos Estados Unidos. O impulso para a moeda comum ocorre após o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da zona do euro subir de 51,6 em março para 51,7 em abril, acima da prévia e também da previsão dos analistas, ambos em 51,5.

Além disso, o dólar tem uma manhã de fraqueza ante várias moedas, como a libra e a maioria das divisas emergentes e commodities.

Às 9h53, o dólar subia a 106,56 ienes, recuperando-se um pouco após a moeda japonesa ter renovado máxima em 18 meses ante o dólar, e o euro avançava a US$ 1,1488, após tocar na máxima do dia US$ 1,1502.