22°
Máx
16°
Min

Dólar recua ante euro e iene pressionado com maior chance do Fed manter os juros

(Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas) - Dólar recua ante euro e iene pressionado
(Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)

Após um avanço acentuado na semana passada, o dólar fechou em queda nesta segunda-feira ante a maioria das principais moedas e algumas emergentes diante da expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) irá manter os juros na quarta-feira (21). Além disso, os investidores seguem atentos também à decisão de juros do Banco do Japão (Boj), marcada para o mesmo dia, e apontam ser quase improvável que o banco central anuncie alguma medida para conter a força recente do iene.

Dados mistos dos EUA ultimamente prejudicaram as expectativas para o Fed aumentar as taxas de juros em sua reunião de setembro, que acontece nos dias 20 e 21, pesando sobre o dólar. Taxas mais baixas tornam a moeda dos EUA menos atrativa para os investidores que procuram rendimento.

De acordo com uma compilação do CME Group com base nos Fed funds, a chance de o Fed elevar os juros nesta reunião é de apenas 12%.

Ao mesmo tempo, alguns investidores acreditam que o Banco do Japão ficou sem munição em sua batalha para impulsionar a economia do país, mantendo o iene em alta.

"As políticas dos bancos centrais devem conduzir as moedas esta semana", disseram os analistas do Standard Bank em nota aos clientes. "Esperamos que o Fed deixe sua política inalterada, o que poderia pesar sobre o dólar. O Banco do Japão, por outro lado, pode até anunciar algo, mas talvez não o suficiente para conter a forte alta do iene".

No final da tarde, o dólar caía a 101,82 ienes, de 102,37 ienes no fim da tarde de sexta-feira. O euro subia a US$ 1,1180, de US$ 1,1155 de sexta-feira, e a libra avançava a US$ 1,3039, de US$ 1,3019 de sexta. Entre as emergentes, o dólar recuou ante a dólar australiano e o rublo, da Rússia. Fonte: Dow Jones Newswires.