23°
Máx
12°
Min

Dólar recua após abrir em alta, com exterior, leilão e política no radar

Após abrir em leve alta, precificando mais um leilão de até US$ 1 bilhão em swap cambial reverso do Banco Central, que corresponde à compra de dólares no mercado futuro, a moeda americana perdeu força e caía frente o real nesta quarta-feira, 30, ficando em linha com o exterior. Às 9h37, o dólar à vista recuava 0,15%, a R$ 3,6301. O dólar futuro de abril caía 0,27%, a R$ 3,6310, com os investidores atentos à movimentação do governo após a saída do PMDB da base aliada.

No exterior, a moeda americana ampliou pontualmente as perdas após os dados de emprego no setor privado dos Estados Unidos, mas se fortaleceu depois. Apesar das empresas americanas terem criado 200 mil empregos em março, como previsto, o dado de fevereiro foi revisado para baixo, de 214 mil novas vagas de trabalho no cálculo original para 205 mil.

Além de elevar expectativas pelo relatório do mercado de trabalho do País (payroll), que sai na sexta-feira, essa revisão dos números de fevereiro apoia os comentários dovish (favoráveis à manutenção de estímulos) da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Janet Yellen. A recuperação do petróleo nesta quarta, após cinco quedas consecutivas, também favorece um dólar mais fraco.