22°
Máx
14°
Min

Dólar recua com aposta em Selic estável e fator político

O dólar à vista oscila em baixa desde a abertura nesta quarta-feira, 2, enquanto o dólar futuro de abril passou a cair, após começar a sessão em alta. Passados os ajustes técnicos iniciais, as cotações convergiram para baixo, refletindo expectativas sobre o Copom e o cenário político.

Segundo Ricardo Gomes da Silva, da Correparti, o dólar perde força ante o real diante da expectativa majoritária de manutenção da taxa Selic nesta quarta à noite pelo Copom. O fator político local também favorece a baixa, afirmou.

"Há percepção de que o governo poderá não emplacar o indicado para o Ministério da Justiça, porque a oposição vai entrar com ação no STF na tentativa de impedir que ele assuma o cargo pelo fato dele ser oriundo do Ministério Público. "Seria mais uma derrota para o governo Dilma, aumentando o mal-estar e as chances de impeachment", comentou.

Por isso, o sinal local destoa da alta do dólar no exterior, que reflete a queda do petróleo após o aumento de estoques de óleo bruto nos EUA e a expectativas de mais estímulos na China, além dos dados econômicos positivos dos Estados Unidos ontem terem diminuído a preocupação sobre o crescimento global.

Às 9h44, o dólar no balcão recuava 0,66%, a R$ 3,9190. Já o dólar para abril caía 0,24%, a R$ 3,950.