21°
Máx
17°
Min

Dólar recua com impeachment no radar e sem leilão do BC

O dólar mostra volatilidade na manhã desta segunda-feira, 25, mas ainda prevalece o viés de baixa. A moeda negociada à vista abriu em queda, chegou a subir pontualmente por alguns minutos, mas há pouco voltava a cair, em meio à ausência de leilão de swap reverso nesta segunda.

Para o dia é esperada a eleição dos integrantes da comissão especial do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado, ao mesmo tempo em que o mercado avalia os nomes cogitados para compor a equipe econômica de Michel Temer, no caso de ele assumir no lugar de Dilma.

Às 9h31, o dólar à vista recuava 0,22%, a R$ 3,5590. O dólar futuro de maio caía 0,42%, a R$ 3,5665.

Na semana, os destaques são as reuniões de política monetária do Banco Central brasileiro e do Federal Reserve nos Estados Unidos, cujas decisões saem na quarta-feira, além do Banco do Japão (BoJ) na quinta-feira. Para o BC e o Fed, as apostas são de manutenção de juros, enquanto para o BoJ há especulações de que poderia haver mais estímulos.