24°
Máx
17°
Min

Dólar sobe em dia de desdobramento da Lava Jato, petróleo instável e IPCA-15 alto

O dólar abriu e segue em leve alta nesta terça-feira, 23, enquanto analistas e investidores aguardam desdobramentos da Operação Acarajé, deflagrada na segunda pela Polícia Federal. A oscilação dos preços do petróleo no mercado internacional influencia a cotação da moeda norte-americana. Em Londres, o preço da commodity passou a subir nos últimos minutos. Na Nymex, cai desde cedo.

Nesta terça, o IBGE divulgou que o IPCA-15 de fevereiro teve alta de 1,42%. O resultado surpreendeu negativamente até os mais pessimistas e superou o teto do intervalo das previsões captadas pelo AE Projeções, que ia de 0,95% e 1,41%.

Do exterior, a influência é negativa, visto que as bolsas europeias e os futuros de Nova York indicam que o dia será de realização de lucros, após o rali de segunda. Na avaliação dos analistas da consultoria LCA, a "depreciação um pouco mais forte da moeda chinesa desencadeou um movimento de realização nas principais bolsas internacionais e no mercado de commodities".

A influência do exterior pode oscilar nas próximas horas, uma vez que a agenda de indicadores econômicos dos Estados Unidos nesta terça é vasta. Os destaques são o índice de confiança do consumidor (às 12 horas) e os dados de preços de moradias (às 11 horas).

Às 9h40, o dólar à vista subia 0,24%, cotado a R$ 3,9512. O contrato para março tinha avançava 0,19% e era cotado a R$ 3,9561.