22°
Máx
16°
Min

Dólar sobe, mas fecha perto da mínima, com expectativa de fluxo positivo

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil) - Dólar sobe, mas fecha perto da mínima
(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O dólar reduziu a alta ante o real durante a tarde desta terça-feira, 19, em meio à entrada de recursos no mercado pela via comercial e da perspectiva de liquidação amanhã do leilão de títulos do Tesouro Nacional realizado hoje. As novas medidas de estímulo anunciadas pelo Banco Central da Turquia também sustentaram as expectativas de fluxo financeiro adicional para o Brasil, uma vez que a confiança na economia nacional tem se fortalecido, disseram operadores, com base em novas projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Instituto Internacional de Finanças (IIF).

No balcão, o dólar à vista fechou aos R$ 3,2572, em alta de 0,22%, pouco acima da mínima intraday de R$ 3,2547 (+0,15%). De acordo informações registradas na clearing da BM&F Bovespa, o volume total de negócios somou US$ 952,500 milhões, acima dos US$ 481,211 milhões de segunda-feira, mas bem menor que a média diária. No mercado futuro, às 17h17, o contrato de dólar para agosto avançava 0,11%, aos R$ 3,2700, com giro de US$ 11,225 bilhões.

Expectativas de manutenção da taxa Selic, em 14,25% ao ano, contribuíram para a desaceleração do dólar, disse o gerente de mesa de derivativos de uma corretora. Segundo o profissional, o mercado espera que o Comitê de Política Monetária (Copom) forneça alguma sinalização sobre futuros cortes nos juros básicos quando anunciar sua decisão amanhã, ao fim de sua reunião de dois dias.

"Há percepção de que, se a Selic for mantida amanhã em 14,25% ao ano, poderá haver migração de investidores para cá, após os estímulos anunciados hoje pelo BC da Turquia", afirmou o especialista. A instituição turca decidiu reduzir hoje a taxa para concessão de empréstimos no overnight, de 9% para 8,75%, após reunião de política monetária.

Há ainda a possibilidade de um fluxo financeiro favorável amanhã, por conta da liquidação do leilão de títulos de longo prazo feito hoje pelo Tesouro Nacional, afirmou uma fonte de câmbio.

A expectativa de liquidez também é reforçada pela possibilidade de o Banco Central Europeu (BCE) sinalizar para breve algumas medidas de incentivo à economia. A instituição reúne-se nesta quinta-feira, pela primeira vez desde a decisão do Reino Unido sair da União Europeia.

O viés de alta do dólar ante o real, porém, sustentou-se na sessão em meio a um baixo giro de negócios e o cenário externo instável, depois do índice ZEW de sentimento da economia na Alemanha" apontar uma queda a 6,8 em julho, ante +19,2 de junho.