28°
Máx
17°
Min

Edital de leilão da Celg será publicado no 4º tri para sair neste ano, diz BNDES

O edital para realização de um novo leilão da Celg-D, subsidiária da Eletrobras, deve ser publicado no quarto trimestre para que a concorrência seja realizada ainda neste ano, de acordo com a presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos. Inicialmente previsto para agosto, o leilão tinha preço mínimo estipulado em R$ 2,8 bilhões, mas foi reduzido para cerca de R$ 1,72 bilhão nesta quarta-feira, 14.

Segundo a presidente do BNDES, a mudança ocorreu após a realização de novos estudos com "adequação à realidade". A distribuidora de energia de Goiás, que integra o portfólio da Eletrobras, terá 94,8% das ações vendidas em leilão realizado pela Bovespa.

O estudo apresentado nesta quarta pelo banco indica que a estatal vale cerca de R$ 4,48 bilhões, mas como o investidor deverá arcar com dívidas e obrigações superiores a R$ 2,65 bilhões, o valor final para o lance mínimo foi reduzido.

"O estudo foi feito já há algum tempo, cenário e condições mudaram. O leilão foi considerado deserto e foi feito um novo estudo com uma adequação à realidade atual. Talvez o outro tenha sido realista naquele momento, esse é o valor considerado adequado", afirmou Maria Silvia após participar, na manhã desta quarta, do Fórum Nacional, na sede do banco, no Rio.