22°
Máx
14°
Min

Eficiência da política monetária será maior com sucesso de ajuste fiscal, diz BC

Ao abordar o terceiro pilar do tripé macroeconômico, o diretor de Política Monetária do Banco Central, Reinaldo Le Grazie, afirmou nesta segunda-feira, 19, que a responsabilidade fiscal contribui para a queda sustentável dos juros reais ao longo do tempo. Segundo ele, "a eficiência da política monetária do Banco Central será tanto maior quanto mais bem-sucedidos forem os esforços para a implantação de reformas e ajustes que fortaleçam o pilar da responsabilidade fiscal".

Le Grazie discursou durante evento na Cámara Oficial Española de Comércio em Brasil, em São Paulo. O diretor do BC afirmou ainda que é preciso modernizar o arcabouço regulatório e tributário "dos instrumentos de investimento, visando a atrair recursos privados disponíveis, tanto no Brasil quanto no exterior, para o financiamento da infraestrutura".

No discurso, Le Grazie citou ainda a necessidade de se discutir "soluções que contribuam para a redução do custo de intermediação financeira, buscando maior eficiência no sistema bancário e diminuindo a diferença entre a remuneração oferecida aos investidores e o custo do crédito para o tomador final".

No encerramento de seu discurso, Le Grazie destacou ainda a importância da comunicação do BC com a sociedade. Para ele, "transparência, previsibilidade e comunicação adequada contribuem para ancorar as expectativas dos participantes da economia, aumentar a credibilidade nas ações do Banco Central e, por consequência, combater a inflação com menor custo".