21°
Máx
17°
Min

Elavon do Brasil é adquirida por Stone Pagamentos

A Stone Pagamentos, controlada pelos fundadores da Braspag e o Banco Pan (ex-Panamericano), anunciou a aquisição de 100% da adquirente Elavon do Brasil. O valor da transação não foi divulgado. A Stone, que entrou na negociação após Bradesco e Banco do Brasil terem desistido do negócio, segundo fontes, se comprometeu a fazer um "relevante" aumento de capital na Elavon do Brasil para reforçar seu plano de crescimento. Também não informou valores.

A aquisição, conforme explica a empresa em nota à imprensa, faz parte de sua estratégia de crescer no mercado brasileiro. Fundada em 2013, a Stone atingiu 'break-even' e entregou resultado positivo no início deste ano.

"Como parte dos contínuos esforços para alocar recursos de forma mais eficiente, o Citi chegou a um acordo com a Stone Pagamentos para a venda de sua participação na Elavon do Brasil, empresa de meios de pagamento criada em parceria com a USB Americas Holding Company em 2011", destaca o Citi, em nota ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

O Citi detinha 49,9% das ações da Elavon do Brasil e a USB Americas 50,1%. A Greenhill & Co do Brasil e o Citigroup atuaram como assessores financeiros na transação.

Antes da Stone, Bradesco e BB negociaram a Elavon, conforme fontes. Além de a aquisição não ter o consenso de alguns executivos nos dois sócios, pesou uma sinalização do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de que poderia haver restrições para aprovar o negócio, segundo fontes. O interesse, conforme as mesmas fontes, tinha por trás uma estratégia das instituições de não perderem mercado em meio à concorrência crescente nos últimos anos que tem pesado para a Cielo, líder do setor e também controlada pelos dois bancos.