22°
Máx
16°
Min

Em dia de aversão, Bovespa cai e renova mínimas após Nova York

Em queda desde a abertura nesta quinta-feira, 16, a Bovespa renova mínimas, refletindo um início de negócios pesado em Wall Street. A nova onda de aversão ao risco nos mercados acionários globais ocorre em meio a preocupações sobre a possível saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, a uma semana do plebiscito britânico.

Às 10h40, o Ibovespa recuava 1,56%, aos 48.153,79 pontos, na mínima. Em Nova York, o Dow Jones perdia 0,63%, o S&P 500 recuava 0,68% e o Nasdaq cedia 0,77%, caminhando para o sexto pregão de perdas.

A queda do petróleo e a reunião do Federal Reserve de quarta-feira também contribuem para aumentar o tom de cautela entre os investidores.

Conforme sondagem da Ipsos MORI para o jornal Evening Standard, entre os votos válidos, 53% dos eleitores declararam voto para o "Sair" da União Europeia. O grupo favorável à permanência ficou em 47%.

Na quarta, a presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, afirmou que o Brexit pesou na decisão de manter os juros na reunião do Fomc. A saída do Reino Unido da UE, disse ela, pode ter consequências negativas para a economia dos EUA.