27°
Máx
13°
Min

Em dia de feriado, bolsas de NY terminam em alta impulsionadas pelo petróleo

Em dia de feriado nos EUA, onde apenas o mercado de Treasuries ficou fechado, as bolsas de Nova York terminaram em alta, impulsionadas por ações de empresas de energia que foram beneficiadas pelo aumento do petróleo, que atingiu o maior nível em mais de um ano.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,49%, aos 18.329,04 pontos, nesta segunda-feira, 10, o Nasdaq acelerou 0,69%, aos 5.328,67 pontos, e o S&P 500 avançou 0,46%, aos 2.163,66 pontos.

O setor de energia do S&P 500 - que até agora é o maior ganhador do ano -, avançou 1,4% e impulsionou os índices em Wall Street. A petroleira ExxonMobil viu seus papéis avançarem 1,96%, enquanto a Chevron teve ganho de 1,67% diante do aumento de 3% do petróleo negociado na Nymex. O petróleo WTI para novembro fechou no maior nível desde 15 julho de 2015.

O petróleo acelerou os ganhos depois que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou apoio aos esforços internacionais para limitar a oferta do petróleo e impulsionar os preços. Putin deu o sinal mais claro até agora de que o governo de Moscou pode participar das movimentações para congelar ou mesmo cortar a oferta no mercado global da commodity. O presidente da Rússia está em um fórum de energia na Turquia, onde grandes exportadores da commodity estão reunidos. Eles devem se encontrar esta semana para tentar fechar um acordo para limitar a oferta do petróleo.

Além disso, o ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, e o líder venezuelano, Nicolás Maduro, se mostraram otimistas para um acordo final para reduzir a produção da commodity até novembro, quando a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) fará sua reunião de cúpula. O saudita também afirmou que um aumento nos preços do barril de petróleo a US$ 60 não era "impensável".

Analistas apontaram a alta de hoje também devido ao volume baixo de negociações por causa de feriados no Japão, Hong Kong, Canadá e principalmente nos EUA, onde foi comemorado o Dia do Colombo.

Embora Wall Street tenha terminado em alta, os ganhos foram limitados. Ontem, o vice-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Stanley Fischer, afirmou que a decisão de manter as taxas de juros na faixa de 0,25% a 0,50% na reunião de setembro da autoridade monetária foi "por um triz" e disse esperar apenas "aumentos graduais" no futuro. Além disso, ele afirmou que o último relatório de emprego do país foi "sólido e mostrou continuidade de melhora". Seu comentário aponta para uma caminha de aumento de juros nos EUA em breve, o que geralmente penaliza os mercados acionários.

Os investidores também estiveram com foco no começo da temporada de balanços do terceiro trimestre. Amanhã, a Alcoa dará o início com divulgação dos resultados antes da abertura dos mercados. Fonte: Dow Jones Newswires