23°
Máx
12°
Min

Em primeiro dia de reunião, Shinzo Abe diz que G7 vê riscos à economia mundial

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou nesta quinta-feira que os líderes das sete economias mais ricas do mundo (G7) compartilham a visão de que a economia global está enfrentando sérios riscos. Abe falou em coletiva de imprensa na cúpula do G7, no primeiro dia da reunião de dois dias que acontece no Japão. "Chegamos ao entendimento comum de que a economia mundial está enfrentando sérios riscos", disse Abe a jornalistas.

O primeiro-ministro japonês não detalhou seus comentários, mas aparentemente se referia a mudanças fundamentais na economia global, como a desaceleração da economia chinesa, a normalização da política monetária nos Estados Unidos e a volatilidade dos mercados financeiros, incluindo os baixos preços de petróleo.

Um representante do Japão afirmou também que os líderes dos sete países fizeram progressos significativos em direção a um consenso sobre despesas fiscais. No primeiro dia de reuniões, não havia discordâncias sobre o conceito, diferente do que aconteceu na última reunião do grupo, quando a efetividade das despesas fiscais foi questionada. Entretanto, o representante apontou que isso não significa que os sete países se comprometeram ao aumento das despesas.

Os países que fazem parte do G-7 são Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido e Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires.