20°
Máx
14°
Min

Empresários pediram a Meirelles que alíquota do Reintegra passe para 5%

O presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso Dias Cardoso, disse nesta quarta-feira, 28, que os empresários que foram ao Ministério da Fazenda para reunião com o ministro Henrique Meirelles pediram que a alíquota do Reintegra passe a ser de 5%. Está previsto que o desconto tributário para os bens exportados pela indústria suba dos atuais 0,1% para 2% em janeiro de 2017 e para 3% em janeiro de 2018.

"A indústria ainda acha pouco porque, em média, há um resíduo tributário de 7,2% nas exportações do setor. Acreditamos que a desoneração possa ser maior", disse o executivo. "O Brasil é o único país que exporta impostos enquanto todos os outros países desoneram. Aumentar o Reintegra é importante para dar competitividade à indústria nacional", completou.

De acordo com Cardoso, o ministro Henrique Meirelles ouviu a proposta e agora caberá à Receita Federal fazer estudos para avaliar a possibilidade de atender o pleito da indústria. Além de executivos de diversos setores, estiveram presentes na reunião o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira.