24°
Máx
17°
Min

Empresas do Brasil enfrentam crescente desafio com liquidez, diz Moody's

A agência de classificação de risco Moody's afirmou que a manutenção da liquidez se tornará um desafio cada vez maior para as empresas do Brasil ao longo do próximo ano, já que a economia do País continuará fraca.

"A contração econômica existente no Brasil deixa os bancos mais cautelosos para emprestar para companhias brasileiras e as preocupações políticas também pesam sobre a confiança do consumidor e das empresas", afirma a agência. "A Moody's espera que a economia do Brasil contraia cerca de 3,5% em 2016, após encolher 4% no ano passado."

Entre as empresas brasileiras, 33% tinham risco de financiamento em 2015, ante 28% de 2014, segundo relatório da Moody's. A agência define que a exposição ao risco para o financiamento é alto quando as fontes de liquidez de uma companhia cobrem menos de 150% dos vencimentos de dívidas ao longo dos próximos 12 meses.

Diante disso, a agência prevê que as companhias sigam conservadoras em seus gastos e controlando custos, com a dinâmica doméstica apontando para "uma perspectiva econômica desafiadora". A Moody's avalia que os setores de petróleo e gás e construção têm alto risco de liquidez, enquanto as de transporte, mídia e telecomunicações, metais e mineração têm risco médio.