26°
Máx
19°
Min

Estoque de crédito de bancos públicos cresce 0,4% em abril para R$ 1,777 tri

Os bancos públicos mantiveram seus estoques de crédito estáveis em abril, assim como as instituições privadas. De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 25, pelo Banco Central, as instituições oficiais têm um saldo de R$ 1,777 trilhão, um leve recuo de 0,4%. Essa mesma retração foi verificada nos estoques dos bancos privados nacionais, para R$ 916,531 bilhões, segundo dados preliminares do BC. Já no caso dos bancos estrangeiros, houve recuo de 1,3% no mês, para R$ 448,897 bilhões.

A inadimplência nas instituições públicas aumentou 0,3 ponto porcentual de dezembro para abril, para 3%. No caso das instituições privadas nacionais, a taxa subiu de 4,8% para 5% no ano e, nas estrangeiras, houve uma estabilidade na taxa, que manteve-se em 3,8%.

Entre os bancos públicos, as provisões subiram ligeiramente de dezembro para abril, de 4,3% para 4,5%; nos nacionais privados, subiram de 8,2% para 8,9% e, nos estrangeiros, passaram de 6,1% para 6,6% no mesmo período de comparação.

BNDES

Os financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para empresas recuaram 5% de dezembro para abril, somando um total de R$ 601,535 bilhões, conforme dados do Banco Central. Em 12 meses, o recuo está em 0,6%.

Em abril, houve recuo de 5,4% nas linhas de capital de giro (R$ 11,951 bilhões), queda de 1% no financiamento ao investimento (R$ 576,365 bilhões) e baixa de 1,6% nas modalidades para o setor rural (R$ 13,219 bilhões) por parte do banco de desenvolvimento.

Para pessoas físicas, o crédito do BNDES avançou 0,5% em abril, para R$ 48,069 bilhões. A alta em 12 meses está em 6,5%.