24°
Máx
17°
Min

Europa: bolsas fecham em alta; Madri cai com setor bancário

São Paulo, 26 (AE) - As bolsas europeias fecharam em leve alta nesta quinta-feira, beneficiadas pela alta do petróleo e de mineradoras. A exceção foi Madri, que caiu 0,50%, impactada pela queda de mais de 20% do Banco Popular Español.

Entre os destaques positivos, estão as ações de energia e mineradoras. Ontem, dados divulgados pelo Departamento de Energia dos EUA (DoE) mostraram que os estoques de petróleo bruto no país diminuíram 4,226 milhões de barris na semana encerrada em 20 de maio, para 537,068 milhões de barris. Diante desse recuo, os contratos futuros de petróleo chegaram a ultrapassar os US$ 50 por barril pela primeira vez em 2016, mas reduziram os ganhos e estavam em US$ 49 quando as bolsas fecharam na Europa.

A alta dos preços de metais impulsionou as mineradoras em Londres. Glencore registrou ganhos de 1,91%, Antofagasta subiu 1,22% e Anglo American avançou 1,45%.

Em Frankfurt, HeidelbergCement registrou alta de 1,5%, após a aprovação de compra de participação de 45% na Italcementi.

Na Bolsa de Paris, Peugeot e Renault se sobressaíram com avanço de 2,68% e 2,66%, respectivamente, e ArcelorMittal, que subiu 6,90%. Na sexta-feira, os investidores também devem observar a divulgação dos números da confiança dos consumidores franceses.

Em Madri, que caiu 0,50%, o impacto veio das ações do Banco Popular Español, que recuaram 26,49%, após o anúncio de que irá vender 2,5 bilhões de euros em ações. A medida é uma tentativa de reduzir as preocupações de investidores quanto à grande carteira de empréstimos imobiliários do banco.

Na agenda europeia, também chamaram atenção os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) da Espanha e do Reino Unido. A economia espanhola cresceu 0,8% no primeiro trimestre do ano ante os três meses anteriores. Na comparação com igual período do ano passado, foi registrada expansão de 3,4%. No Reino Unido, o resultado do PIB confirmou que a recuperação econômica do país perdeu força no primeiro trimestre. O PIB do país cresceu 0,4% nos três primeiros meses deste ano na comparação com o quarto trimestre.

A Bolsa de Londres fechou em alta de 0,04%, Frankfurt avançou 0,66% e Paris teve alta de 0,69%. A Bolsa de Milão avançou 0,09%, Madri caiu 0,50% e Lisboa avançou 0,52%. (Marcelle Gutierrez, com informações da Dow Jones Newswires - marcelle.gutierrez@estadao.com)