23°
Máx
12°
Min

Evento em Londrina debate chegada da Indústria 4.0

(foto: Pixabay) - Evento em Londrina debate chegada da Indústria 4.0
(foto: Pixabay)

Especialistas e empresários do Brasil e da Alemanha vão se reunir no Paraná para debater os rumos da Indústria 4.0, considerada a quarta revolução industrial, durante o Simpósio Internacional: Indústria 4.0 – Paraná e Baden-Württemberg. O evento é realizado em três locais: em Curitiba, que aconteceu nesta segunda-feira (28.11), em Maringá, no Noroeste do estado, será na quarta-feira (30), e em Londrina, Norte do estado, o Simpósio será realizado na sexta-feira (2 de dezembro), na estrutura do Senai em Londrina (Rua Belém 844 - das 9h00 às 17h30. O simpósio é realizado em parceria do Sistema Fiep com o Ministério da Economia, Trabalho e Habitação de Banden-Württemberg, na Alemanha.

O objetivo do evento será discutir com os empresários paranaenses a implementação dessa nova fase da indústria, que começa a dar os primeiros passos também no Brasil. Com palestrantes nacionais e internacionais, do Brasil e da Alemanha, os empresários paranaenses poderão conhecer maneiras de como implantar, na realidade das indústrias de diversos portes, as mudanças necessárias para se adequar à Indústria 4.0. Serão dados exemplos de soluções aos empresários para que pequenas, médias e grandes indústrias paranaenses possam desenvolver ações e fazer parte dessa realidade.

Entre os palestrantes, estão representantes das seguintes empresas: Ferdinand Steinbeis Institut, Instituto Fraunhofer para Tecnologia de Produção e Automação - IPA, Petrobras – Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas), Elevadores Atlas Schindler, Institutos Senai de Tecnologia e Inovação, Bosch Rexroth, Beckhoff - New Automation Technology, Balluff Brasil, Faculdade de Mecatrônica e Eletrotécnica - HS-Esslingen, Observatórios Sistema Fiep, Festo Brasil Ltda e Rede Estadual Mecatrônica Baden-Württemberg.

O Sistema Fiep e o ministério alemão possuem parcerias em projetos desde a década de 1990, com ações como eventos técnicos para disseminar informações e tecnologias entre os dois países; organização de missões em feiras internacionais para conhecer novidades tecnológicas; visitas a indústrias para conhecer tecnologias implantadas; e treinamentos e atualizações técnicas aos colaboradores do Sistema Fiep para a transferência de conhecimentos em inovações de processos e produtos.

Empresas

Segundo o gerente do Centro Internacional de Inovação do Sistema Fiep, Filipe Cassapo, o empresário precisa ter em mente duas palavras importantes quando o assunto é Indústria 4.0: competitividade e produtividade. “Essa oportunidade veio para ajudar o empresário a melhorar a produtividade e a competitividade, além de aumentar as possibilidades de desenvolvimento de seus negócios”.

O tema, de acordo com Cassapo, é novo tanto em outros países quanto no Brasil, mas em poucos anos esses novos processos produtivos devem se consolidar. “Temos a necessidade de catalisar ecossistemas de inovação onde serão desenvolvidas as tecnologias necessárias para abastecer as cadeias produtivas de todo o Brasil e trabalhar em parcerias com outros países onde essas tecnologias e processos estão sendo desenvolvidos”, explica. No Sistema Fiep funciona a Incubadora de Startups, um verdadeiro celeiro de inovação, onde estão instaladas empresas de grande potencial de produtividade voltado a Indústria 4.0. Além disto, o Sistema Fiep possui uma rede de laboratórios de pesquisa aplicada, que abastecerão a indústria com tecnologias aplicadas inovadoras.

Educação

Um fato importante que envolve as mudanças da Indústria 4.0 é a educação profissional. Segundo a gerente executiva de educação do Sistema Fiep, Giovana Chimentao Punhagui, a educação na Indústria 4.0, como ocorre no Sistema, precisa ser voltada para inovação, empreendedorismo, resolução de problemas, formação de lideranças, flexibilidade, e competência técnica qualificada. “A educação é um elemento chave para a evolução da força de trabalho tenha evolução. É importante que o ensino dê oportunidade para o desenvolvimento mais estratégico, com construção de habilidades para o mundo da indústria. Nossas linhas de atuação fazem parte desse atendimento às necessidades da indústria.”, diz.

Um dos focos do Sistema Fiep para melhorar a profissionalização nessa nova realidade é a gestão dentro da indústria, segundo o gerente de educação superior e talentos do IEL, João Eduardo Malheiros Pereira. “É uma nova indústria que está chegando para ficar e é importante formar gestores que consigam lidar sobretudo com o andamento de negócios, domínio sobre processos e projetos”, opina. O IEL é referência no Paraná quando o assunto é a formação de gestores, com cursos de graduação e pós-graduação voltados para a indústria.


Serviço

Simpósio Internacional: Indústria 4.0 – Paraná e Baden-Württemberg

Londrina – 9h00 às 17h30

Data: sexta-feira (2 de dezembro)

Local: Senai Londrina - Rua Belém, 844, Centro

Horário: 9h às 17h30

(com assessoria de imprensa)