23°
Máx
12°
Min

Exportação de petróleo saudita sobe a 7,622 milhões de barris por dia em julho

A Arábia Saudita elevou suas exportações de petróleo em julho para 7,622 milhões de barris por dia (bpd), acima dos 7,456 milhões de barris por dia de junho, segundo dados oficiais divulgados pela entidade de colaboração internacional Joint Organisations Data Initiative (JODI). O país produziu em patamar recorde de 10,673 milhões de barris por dia em julho, acima dos 10,550 milhões de barris por dia do mês anterior.

A Arábia Saudita disse à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), porém, que sua produção recuou para 10,63 milhões de barris por dia em agosto. Os dados da JODI aparentemente mostraram que a Arábia Saudita continua a fazer progresso em reduzir sua dependência no petróleo para a eletricidade, o que permite que o país envie mais petróleo para o exterior, no momento em que o reino busca manter sua fatia de mercado.

Em julho, o total de petróleo utilizado para geração de eletricidade no país caiu a 697 mil barris por dia, de 704 mil barris por dia em junho, segundo dados da JODI. As refinarias do país processaram 2,611 milhões de barris por dia em julho, acima dos 2,381 milhões de junho. As exportações de produtos refinados do petróleo em julho ficaram em 1,367 milhão de barris por dia, de 1,371 milhão de barris por dia no mês anterior.

O reino tem usado mais petróleo de suas refinarias domésticas como parte de sua estratégia de diversificar a economia e também elevar a participação no mercado internacional. A gigante estatal Saudi Aramco também planeja elevar sua capacidade de refino em entre 8 milhões e 10 milhões de barris por dia, da capacidade atual de cerca de 5,4 milhões de barris diários. A expansão é parte do plano da companhia para ser a maior companhia mundial em energia e químicos até 2020 e representar o futuro do negócio de combustíveis fósseis. Fonte: Dow Jones Newswires.