22°
Máx
16°
Min

Exportações de petróleo na Nigéria diminuem com problema em oleodutos, diz Exxon

A Exxon Mobil informou nesta sexta-feira que suas exportações de petróleo nigeriano foram prejudicadas, diante de problemas em oleodutos no país do oeste africano. O incidente é o mais recente a prejudicar o setor no país, que já enfrenta uma série de revezes, por causa da infraestrutura ruim.

Na semana passada, a Royal Dutch Shell e a Chevron tiveram problemas em sua produção na Nigéria e a Agência Internacional de Energia afirmou na quinta-feira que a produção do país atingiu em abril a mínima em duas décadas.

A Exxon disse que o incidente ocorreu em 8 de maio, quando uma plataforma de exploração da Depthwize Nigeria e a extração de petróleo sob responsabilidade da Conoil Producing tiveram dificuldades técnicas e danificaram oleodutos da Exxon.

A companhia disse que parte da sua produção foi interrompida e declarou força maior (force majeure), uma medida que dá a ela proteção legal diante do fato de não conseguir cumprir suas obrigações de exportação.

A Exxon não disse quanto de petróleo deixa de ser produzido e nem confirmou a localização dos oleodutos. A empresa opera oleodutos por meio de uma joint venture com a Nigerian National Petroleum Corp. Em e-mail, a companhia diz que trabalha com a parceira para gerenciar potenciais impactos para a oferta e com a Depthwize para retirar a plataforma e completar a avaliação dos estragos. Fonte: Dow Jones Newswires.