21°
Máx
17°
Min

Extração mineral perde espaço na transformação industrial em 2014, diz IBGE

A queda nas cotações médias do minério de ferro ao longo de 2014 fez o valor da transformação industrial (diferença entre o valor bruto obtido e o custo das operações) da indústria de extração de minerais metálicos recuar 13,4% em termos nominais naquele ano, para R$ 62,524 bilhões. Com isso, a atividade de extração de minerais metálicos perdeu participação no total do valor da transformação industrial, caindo da quarta para a sexta posição na lista das atividades de maior valor.

Os dados são da Pesquisa Industrial Anual (PIA) - Empresa 2014, divulgada nesta sexta-feira, 24, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No total, o valor da transformação industrial somou R$ 1,119 trilhão em 2014. De acordo com o IBGE, a atividade com maior participação no valor total foi fabricação de produtos alimentícios, com 15,3%. Com o recuo no valor da extração de minerais metálicos, essa atividade caiu de 6,7% de participação em 2013 para 5,6% em 2014.

Segundo o gerente da PIA-Empresa, Jurandir Oliveira, esse movimento na indústria de mineração foi pontual. No geral, a estrutura industrial não mudou na passagem de 2013 para 2014. A fabricação de produtos alimentícios já era a atividade de maior valor em 2013. "O restante da estrutura teve mudanças muito marginais. O que chama a atenção é o crescimento praticamente zero", disse Oliveira.

O valor da transformação industrial de R$ 1,119 trilhão ficou apenas 3,1% acima do valor de 2013, em termos nominais. Ou seja, ao descontar a inflação, houve queda em 2014.