28°
Máx
17°
Min

Faturamento real da indústria cresce 2% em junho ante maio com ajuste, diz CNI

Depois de três meses de queda, o faturamento industrial voltou a crescer em junho, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, 1, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com maio deste ano - e excluindo os efeitos de calendário -, as vendas das fábricas brasileiras aumentaram 2%.

"Mesmo sem indicar reversão do ciclo recessivo, os dados mais diretamente ligados à produção registraram crescimento na comparação com o mês anterior nas séries dessazonalizadas", avaliou a entidade. Na comparação com junho do ano passado, porém, o recuo no faturamento da indústria ainda é de 8,2%. Considerando o primeiro semestre deste ano, a queda nas vendas é de 11,5% em relação aos seis primeiros meses de 2015.

Em junho, também houve melhora na utilização da capacidade instalada na indústria, que chegou a 77,4% depois de ter ficado em 77,1% em maio (de acordo com dado ajustado). Mesmo assim, a ociosidade do parque industrial ainda é 1,2 ponto superior à verificada no mesmo mês do ano passado.

Já as horas trabalhadas na indústria cresceram 0,2% em junho na comparação com maio, mas ainda estão em um patamar 7,7% inferior ao desempenho do mesmo mês de 2015. Na comparação semestral, os seis primeiros meses deste ano tiveram um resultado 9,6% menor que o verificado na metade inicial do ano passado.