23°
Máx
12°
Min

Fazenda troca segundo secretário em 19 dias

A saída ontem de Tarcísio Godoy da secretaria executiva do Ministério da Fazenda, apenas 19 dias após ser anunciado como o "braço direito" de Henrique Meirelles no comando da pasta, expôs as primeiras divergências na equipe econômica do governo Michel Temer. Godoy, que era o número dois na hierarquia da Fazenda, será substituído pelo economista e diretor executivo de Produtos da BM&FBovespa, Eduardo Guardia.

É a segunda mudança no time inicial de Meirelles, que trocou esta semana o comando do Tesouro, substituindo Otavio Ladeira, remanescente da equipe econômica anterior, pela secretária de Fazenda do Espírito Santo, Ana Paula Vescovi.

Segundo apurou o Estado, Guardia já tinha sido escolhido por Meirelles para ocupar um cargo na Fazenda desde o início da formação da sua equipe. Mas, precisava de um tempo para resolver assuntos particulares antes de se desligar da Bolsa de Valores. Pesou na troca de "vice-ministro" divergências de temperamento entre Meirelles e Godoy, que foi nomeado ontem mesmo para a presidência do IRB Brasil Re.

De acordo com fontes, o combinado entre Meirelles e Godoy era de que ele ficaria no cargo até a chegada de Guardia. O problema que surgiu depois, porém, foi que Godoy começou a trabalhar para permanecer no cargo, o que ampliou seu desgaste com Meirelles. A interlocutores, no entanto, Godoy disse que sua saída do governo já estava acertada desde o início. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.