21°
Máx
17°
Min

Fed precisa melhorar segurança de informações sensíveis, diz órgão dos EUA

O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) precisa melhorar a maneira como lida com informações sensíveis geradas por seu conselho e pelo comitê de política monetária, afirmou um órgão de monitoramento do governo em relatório divulgado nesta terça-feira. A divulgação antecipada de informações sensíveis em quatro ocasiões separadas ao longo dos últimos 15 meses demonstrou "fraquezas" nos controles de gerenciamento para salvaguardar esses dados, afirmou o inspetor-geral do Fed.

O relatório também destacou outros desafios de gerenciamento do conselho do Fed, entre eles a necessidade de garantir o monitoramento da segurança cibernética de companhias do setor financeiro, finalizar regras previstas na lei Dodd-Frank e a atuação para garantir seu cumprimento, além do estabelecimento de um sistema de governança eficaz. O documento também avalia que o conselho do Fed precisa possuir seu próprio programa de segurança da informação, inclusive garantindo que a informação seja restrita àqueles que "precisam saber".

O relatório cita melhorias feitas pelo BC dos EUA em seus processos para liberar dados econômicos importantes ao longo do último ano, para reduzir o risco de vazamento de informação sensível.

Em junho de 2015, por exemplo, a equipe do Fed divulgou inadvertidamente uma projeção econômica confidencial no site do Fed cinco anos antes da data em que ela deveria sair. Em agosto de 2015, um veículo da imprensa publicou informações sobre a ata da reunião de política monetária antes da hora determinada. Fonte: Dow Jones Newswires.