21°
Máx
17°
Min

Fluxo total de veículos nas estradas pedagiadas caiu 3% no 1º semestre, diz ABCR

As passagens de veículos pelas praças de pedágios nas estradas do País recuaram 3% no acumulado do primeiro semestre comparativamente ao mesmo período do ano passado, segundo apuração feita pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) e pela Tendências Consultoria Integrada. Na mesma base de comparação, o fluxo de veículos leves e pesados recuou 2,5% e 4,7%, respectivamente.

"A tendência negativa que predomina no desempenho do fluxo de veículos leves ocorre em linha com o cenário ainda muito adverso que se observa nas principais variáveis do mercado de trabalho e pode ser vista pela análise da variação acumulada no primeiro semestre de 2016", afirma Rafael Bacciotti, economista da Tendências. "(É) Condizente com a piora dos condicionantes de demanda doméstica como confiança dos consumidores e mercado de crédito."

Já o fluxo total de veículos em junho recuou 1,3% na comparação com maio com ajustes sazonais. Nesta mesma base de comparação, o fluxo de veículos leves registrou queda de 2,9%, enquanto o fluxo de pesados aumentou 2,0%.

"O fluxo de pesados, por outro lado, mostrou alta forte em relação a maio. Trata-se de um sinal positivo que também começa a ser delineado pelos demais antecedentes da produção industrial, como a produção de veículos e os principais indicadores de confiança do empresário industrial", ressalta Bacciotti. "A estabilização da queda dos indicadores industriais pode, em alguma medida, estar relacionada ao redirecionamento da capacidade produtiva para o mercado externo em alguns setores", completa.

Comparando junho de 2016 com junho de 2015, o índice geral apresentou queda de 5,9%. O fluxo de veículos leves e pesados caiu 6,9% e 2,9%, respectivamente. Por sua vez, nos últimos doze meses até junho, o fluxo total de veículos nas rodovias recuou 2,7%, Considerando essa mesma base de comparação, o fluxo de leves registrou retração de 1,7% e o de pesados, de 5,6%.