22°
Máx
14°
Min

FMI: Brasil tem US$ 51 bilhões de dívida corporativa em 'companhias fracas'

(Foto: Divulgação) - FMI: Brasil tem US$ 51 bilhões de dívida corporativa
(Foto: Divulgação)

O Brasil registrou forte aumento da dívida corporativa nos últimos anos e o Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou nesta quarta-feira, 5, que US$ 51 bilhões em dívidas, o equivalente a 11% dos passivos totais das empresas brasileiras, estão em "companhias fracas", com baixa capacidade de pagamento.

O diretor-adjunto do Departamento Monetário e de Mercado de Capitais do FMI, Ali Al-Eyd, explicou em uma entrevista a jornalistas hoje que empresas fracas são aquelas nas quais a geração de lucro não é suficiente para cobrir o pagamento de juros da dívida.

O FMI também investigou o que aconteceria no Brasil em um cenário adverso, de piora adicional da atividade econômica, em que o lucro das empresas tem nova queda e os custos de captação sobem. Neste caso, a dívida corporativa detida pelas "companhias fracas" pode subir para US$ 88 bilhões, ou cerca de 19% da dívida corporativa do País.

Por isso, segundo o FMI, é necessário que o governo brasileiro tente lidar com essa situação, o que ajudaria também a reduzir um risco importante para o sistema bancário. Uma das recomendações é aproveitar o bom momento do cenário externo, com taxas de juros muito baixas ou negativas em vários países desenvolvidos, e busca por retorno dos investidores globais, para tentar melhorar a situação dos passivos. Outra recomendação do FMI é que o Brasil e outros emergentes melhores as ferramentas das regras de solvência.

"O nível de alavancagem das empresas no Brasil e outros emergentes é bastante alto", disse Al-Eyd na entrevista.