21°
Máx
17°
Min

Focus: alta dos preços administrados em 2016 cai de 7,00% para 6,98%

As projeções do mercado financeiro para os preços administrados de 2016 foram revisadas para baixo no Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 6, pelo Banco Central (BC). A mediana das expectativas para este ano passou de 7,00% na semana passada para 6,98% - um mês atrás estava em 7,00%.

O Banco Central conta com uma desaceleração dos preços monitorados pelo governo para deixar o IPCA abaixo do teto da meta em 2016. Para 2017, a mediana das estimativas para os preços administrados permaneceu em 5,50% - há quatro semanas estava em também em 5,50%.

Na última ata do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada no início deste mês, o Banco Central informou que projeta uma alta de 6,8% nos preços administrados em 2016, ante uma previsão anterior de elevação de 5,8%. Entre outros fatores, essa projeção considera reajuste médio de 19,0% nas tarifas de água e esgoto, de 12,8% nos preços dos medicamentos e redução de 3,2% nos preços da energia elétrica. Para 2017, a expectativa apresentada é de uma alta de 5,0%.

Outros índices

As previsões para o IGP-DI de 2016, que ficaram em 7,20% no Relatório de Mercado Focus da semana passada, foram subiram para 7,27% no documento divulgado há pouco pelo Banco Central. Um mês atrás, a previsão estava em 7,03%. No caso do IGP-M de 2016, a taxa mediana foi de 7,40% para 7,74%, contra a expectativa de 7,35% apresentada um mês atrás.

Para 2017, a previsão central da pesquisa Focus para o IGP-DI foi de 5,56% para 5,58% - há um mês, estava em 5,59%. Em relação ao IGP-M, o ponto central da pesquisa ficou em 5,70%. Na semana passada estava em 5,63% e há um mês, em 5,60%.

A estimativa para o IPC-Fipe, que mede a inflação para as famílias de São Paulo ficou mantida em 7,26% de uma semana para a outra no horizonte de 2016 - um mês antes, a mediana das projeções do mercado para o IPC era de 7,04%. Para 2017, a expectativa foi mantida em 5,25% - estava em 5,50% um mês atrás.