22°
Máx
14°
Min

Foz do Iguaçu sedia eventos voltados à cidadania fiscal e ao controle social dos gastos públicos

Foto: Divulgação - Foz sedia eventos voltados à cidadania fiscal
Foto: Divulgação

Na semana de 8 a 12 de agosto, a cidade de Foz do Iguaçu/PR sediará três importantes eventos voltados para a cidadania fiscal e o controle social dos gastos públicos. A semana reúne o XIV Seminário Paranaense de Educação Fiscal, o 4º Encontro Estadual dos Observatórios Sociais do Paraná e a 61ª Reunião do Grupo Nacional de Educação Fiscal.

O objetivo é proporcionar amplo debate com a sociedade acerca de questões que envolvem a coisa pública e da importância do exercício da cidadania fiscal e da postura proativa diante do espaço público.

A idéia é sensibilizar o público a pensar criticamente o atual momento histórico pelo qual passa o país nos três níveis da Administração Pública – federal, estadual e municipal -, e propor mudanças de atitude desde as pequenas esferas de interação com a coisa pública até instâncias maiores.

O XIV Seminário Paranaense de Educação Fiscal acontecerá de 8 a 10 de agosto e tratará de temas como controle social, transparência, corrupção, sonegação, contrabando e descaminho, jeitinho brasileiro, entre outros. Além disso, serão compartilhadas experiências que deram certo, por meio de palestras, mesas redondas, debates e apresentações envolvendo teatro, música e poesia.

Um dos pontos altos do evento será a apresentação da peça teatral “O Auto da Barca do Fisco”, comédia que satiriza a corrupção no Brasil e os malefícios que este comportamento causa à sociedade. Além disso, enfatiza que comportamentos éticos contribuem para a formação de uma sociedade mais justa e solidária.

Concomitantemente ocorrerá o 4º Encontro Estadual dos Observatórios Sociais do Paraná, demonstrando experiências exitosas no controle social dos gastos públicos. São 35 observatórios existentes no Paraná, e 104 no Brasil. 

Os observatórios sociais são uma nova e importante experiência de inovação social e prevenção à corrupção, onde a sociedade civil se propõe à fiscalização da correta aplicação dos recursos públicos. Essa proposta resultou em um prêmio da ONU para o Observatório Social de Maringá – precursor da experiência – como projeto inovador em tecnologia social.

Nos dias 11 e 12 de agosto, ocorrerá a 61ª Reunião do Grupo Nacional de Educação Fiscal, com a presença de representantes das Secretarias de Fazenda e Educação dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, e de importantes órgãos federais como a Receita Federal, Procuradoria da Fazenda Nacional, Escola de Administração Fazendária e Controladoria Geral da União. Este grupo é responsável pelas diretrizes do Programa Nacional de Educação Fiscal (PNEF).

O Seminário será realizado no Auditório da Uniamérica, na Avenida das Cataratas, nº 1.118, Vila Yolanda. A abertura acontecerá no dia 8 de agosto às 19h com a palestra magna proferida pela procuradora da Fazenda Nacional Regina Hirose sobre o tema “Sonegação: Um Outro Lado da Corrupção”. São esperadas aproximadamente 300 pessoas.

O evento é realizado pela Receita Federal, Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Secretaria de Estado da Fazenda e Universidade Estadual de Maringá – UEM, com apoio do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado do Paraná, do Observatório Social de Foz do Iguaçu, da Uniamérica, da Unioeste e da Unila.

Mais informações pelo site: http://www.xiveducacaofiscal.fazenda.pr.gov.br/.