27°
Máx
13°
Min

Fundo Latino de Reservas aprova crédito de US$ 482,5 milhões para Venezuela

O Fundo Latino-Americano de Reservas (FLAR) aprovou um crédito de US$ 482,5 milhões para o Banco Central da Venezuela, anunciou na segunda-feira o órgão multilateral. O diretório do fundo autorizou em 22 de julho um crédito de três anos para o BC venezuelano, cujas condições serão detalhadas em acordo que será firmado em breve, disse o fundo em comunicado.

O FLAR foi criado pelos países andinos em 1978, no âmbito do Acordo de Cartagena. O órgão regional disse que aprovação ocorreu após o BC venezuelano confirmar que o Tribunal Supremo de Justiça do país revisou a autonomia do BC para contrair um crédito externo e autorizou que a instituição assine empréstimos. Atualmente, integram o FLAR Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

A Venezuela enfrenta uma complexa crise econômica, que se agravou diante da piora dos preços do petróleo, a principal fonte de receita do país com exportações. A decisão do tribunal máximo ocorreu mesmo com a oposição da Assembleia Nacional defendendo que qualquer empréstimo ao BC seja aprovado previamente pelo Congresso, como previsto na Constituição.

Após o anúncio da aprovação do empréstimo, a Assembleia Nacional concordou em realizar sessão nesta terça-feira sobre a situação dos endividamentos externos do BC venezuelano. O deputado oposicionista José Guerra disse à emissora local Unión Radio que aqueles funcionários que assinarem endividamento externo sem a autorização do Congresso terão que enfrentar a justiça. Fonte: Associated Press.