20°
Máx
14°
Min

G7 alerta para aumento dos riscos sobre a economia e pede respostas conjuntas

O Grupo dos Sete países mais industrializados do mundo (G7) alertou na noite de quinta-feira sobre os riscos para a economia global e pediu para que as respostas políticas sejam realizadas de forma conjunta. A reunião de dois dias termina hoje no parque natural de Ise-Shima, no Japão.

"Desde nossa última reunião, os riscos para as perspectivas mundiais têm aumentado", disseram os líderes do G7, em uma declaração conjunta. "Nos comprometemos a fortalecer nossas respostas políticas econômicas de forma conjunta e empregar uma combinação de políticas mais fortes e equilibradas, a fim de alcançar rapidamente um padrão de crescimento forte, sustentável e equilibrado", apontou o comunicado.

Os países do G7 têm utilizado um relaxamento monetário sem precedentes para estimular suas economias, mas os líderes notaram que "a política monetária sozinha não pode levar a um crescimento forte, sustentável e equilibrado".

Os líderes também reafirmaram que a flexibilização monetária não deve ser utilizada para a desvalorização da moeda e torná-la competitiva.

"Reafirmamos que as nossas políticas fiscais e monetárias têm sido e continuarão a ser orientadas no sentido de cumprir nossos respectivos objetivos internos utilizando instrumentos nacionais e que não temos como alvo as taxas de câmbio", disse.

Os líderes do G7 reafirmaram seus compromissos a um "mercado de taxas de câmbio determinadas", e destacaram "a importância de todos os países se absterem da desvalorização competitiva". Fonte: Dow Jones Newswires.