24°
Máx
17°
Min

Greve em bancos e interrupção na Volks influenciam queda na produção, diz Anfavea

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, afirmou nesta quinta-feira, 6, que a greve dos bancários e a interrupção da produção na Volkswagen contribuíram para a queda no volume produzido em setembro. No mês, o número de unidades fabricadas chegou a 170.815, o menor para setembro desde 2003.

Segundo Megale, a greve nos bancos reduziu ainda mais a oferta de crédito para financiamento de veículos, que já estava baixa em razão da recessão econômica. "Tanto que a participação dos financiamentos no volume de vendas caiu em setembro (para 51,9%), chegando próximo ao piso histórico (de 51,8%)", disse o executivo.

No caso da Volkswagen, uma das maiores montadoras em operação no Brasil, a produção foi suspensa em agosto e só foi retomada na metade de setembro, em meio a um imbróglio envolvendo uma empresa fornecedora de peças.

Apesar da queda, Megale acredita que o setor deve ter um "crescimento mais interessante" no ano que vem, impulsionado pela melhora da economia e pela redução do medo do brasileiro de perder o emprego, que elevariam a venda de veículos.

Mesmo neste ano ele já aposta em uma retomada, que se tornaria possível com o fim da greve dos bancários, a retomada da produção na Volkswagen e o tradicional aquecimento do mercado em novembro e dezembro. "Devemos voltar a produzir acima de 200 mil unidades ainda este ano", disse.