22°
Máx
16°
Min

Haitong eleva a recomendação para ações da Petrobras para 'neutra'

São Paulo, 21 (AE) - O Haitong elevou a sua recomendação para os papéis da Petrobras de 'venda' para 'neutra' devido à melhora do cenário político-econômico no País desde fevereiro, quando o banco iniciou a cobertura da empresa. A equipe de pesquisa agora trabalha com uma perspectiva de preço de R$ 8,70 para ação ordinária (ON), e de R$ 9,50 para preferencial (PN). No caso das ADRs, a projeção é de US$ 4 e US$ 4,30, respectivamente.

Em relatório, assinado pelos analistas Sergio Tamashiro e Gabriel Brilhante, o Haitong incorporou os números do balanço do 4º trimestre de 2015, bem como manteve inalterados as curvas de preço do Brent, da produção interna, do crescimento da demanda e do câmbio.

Como resultado, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) previsto para 2016-2020 ficou em US$ 134 bilhões, 4% abaixo dos US$ 140 bilhões esperados inicialmente. Já a dívida líquida em 2016 foi projetada em US$ 98 bilhões, ligeiramente abaixo da estimativa anterior de US$ 102 bilhões.

O banco ressaltou, ainda, que o novo Plano Estratégico de 2016-2020 da Petrobras é um dos eventos mais aguardados do setor. No ano passado, a petroleira manifestou intenção de desinvestir US$ 15 bilhões entre 2015 e 2016, dos quais apenas US$ 700 milhões se materializaram.

Petróleo - A perspectiva do Haitong para o preço do Brent em 2016 é de US$ 35 o barril. O banco prevê também um aumento das cotações para US$ 45 o barril em 2017, US$ 55 o barril em 2018 e US$ 65 o barril no longo prazo. Atualmente, a commodity oscila em torno de US$ 44 o barril, acima do patamar de US$ 32 o barril em que estavam quando se iniciou a cobertura das ações da Petrobras. (Flávia Nosralla, especial para Agência Estado)