23°
Máx
12°
Min

IBGE: queda no IPP de fevereiro foi puxada por bens de capital e intermediários

As reduções de preços de bens de capital e bens intermediários na porta de fábrica em fevereiro foram responsáveis pela deflação de 0,58% no Índice de Preços ao Produtor (IPP) no mês, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quinta-feira, 31.

Os bens de capital ficaram 0,40% mais baratos em fevereiro, enquanto os bens intermediários tiveram redução de 1,38%. Já os bens de consumo subiram 0,67%. Apesar da demanda mais fraca, os bens de consumo duráveis aumentaram 0,50%, e os semi e não duráveis tiveram elevação de 0,72%.

"Os custos internos aumentaram, como a energia elétrica, então (os industriais) começam a repassar. E os produtos (componentes) que eles compram importados e utilizam na fabricação desses produtos também ficaram mais caros", justificou Manuel Campos Souza Neto, técnico do IPP na Coordenação de Indústria do IBGE.