23°
Máx
12°
Min

IBGE revisa PIB do 1º trimestre de 2016 ante 4º tri de 2015, de -0,3% para -0,4%

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou alguns dos principais resultados do PIB desde o quarto trimestre de 2014 até o primeiro trimestre de 2016. Na comparação do primeiro trimestre de 2016 com o quarto trimestre de 2015, o valor foi atualizado de -0,3% para -0,4%.

No terceiro trimestre de 2015 em comparação com o trimestre imediatamente anterior a revisão foi de -1,6% para -1,5%. Na mesma comparação, o segundo trimestre do ano passado teve revisão de -2,0% para -2,3%.

No primeiro trimestre de 2015 em comparação com o quarto trimestre de 2014 a mudança foi de -1,2% para -1,0%. Já o PIB no quarto trimestre de 2014 em comparação com o trimestre imediatamente anterior foi revisado de 0,2% para 0,3%.

Nesta quarta-feira, 31, o IBGE informou que o PIB brasileiro recuou 0,6% no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre deste ano. Na comparação com o segundo trimestre de 2015, o PIB recuou 3,8% no segundo trimestre deste ano.

Poupança

A taxa de poupança da economia brasileira ficou em 15,8% no segundo trimestre de 2016, informou IBGE. Já a taxa de investimento ficou em 16,8% no período, segundo o IBGE.

Abertura por setor e segmentos

A produção e distribuição de eletricidade, gás, água e esgoto teve alta de 1,1% no segundo trimestre na comparação com os três primeiros meses do ano. A indústria extrativa mineral também teve desempenho positivo, com alta de 0,7% na mesma base de comparação.

Já a indústria da transformação ficou estável no período, enquanto o setor de construção teve variação de 0,2%.

O IBGE também informou que administração, saúde e educação públicas tiveram alta de 0,5% no segundo trimestre ante o período imediatamente anterior. Na outra ponta, transporte, armazenamento e correio apresentou retração de 2,1% na mesma base de comparação.