22°
Máx
14°
Min

Ibovespa segue exterior e sobe, mas cai 1,93% na semana


A Bovespa mais uma vez trabalhou em sintonia com o comportamento das bolsas internacionais e terminou a sessão em alta nesta sexta-feira, 12. O fôlego, entretanto, foi curto, a despeito da presença do estrangeiro na compra, e não trouxe o principal índice à vista de volta aos 40 mil pontos.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 1,25%, aos 39.808,05 pontos. Na mínima, marcou 39.324 pontos (+0,02%) e, na máxima, 39.901 pontos (+1,48%). Na semana, caiu 1,93%. No mês, acumula perda de 1,48% e, no ano, de 8,17%. O giro financeiro totalizou R$ 4,330 bilhões, segundo dados preliminares.

A disparada do petróleo, depois de ter fechado abaixo de US$ 27 o barril ontem em Wall Street, a recuperação das bolsas europeias e resultados positivos de empresas trouxeram apetite pelo risco nesta sessão, dando sustentação à alta das bolsas na Europa, Estados Unidos e Brasil. A leitura dos especialistas, no entanto, é de que hoje foi apenas um repique dos ativos, sem mudança de tendência.

O petróleo negociado na Nymex fechou com ganhos de dois dígitos (+12,32%), cotado a US$ 29,44 o barril no contrato para março, enquanto, em Londres, a alta foi de 10,98%, a US$ 33,36 o barril, no vencimento de abril. Ontem, o ministro de Energia dos Emirados Árabes Unidos (EAU), Suhail bin Mohammed al-Mazrouei, declarou que os membros da Opep estão prontos para cooperar com cortes na produção.

A alta do petróleo favoreceu uma recuperação das ações em Nova York e também da Petrobras: o papel ON avançou 6,77% e o PN, 5,20%.

Nos EUA, às 18h14, o Dow Jones subia 1,92%, o S&P, 1,83%, e o Nasdaq, 1,61%.

Na Europa, as bolsas terminaram no azul, influenciadas também pelas commodities como o petróleo e pelas ações dos bancos, que tinham sofrido na véspera. O resultado do Commerzbank contribuiu para a recuperação da sessão, após anunciar lucro superior às previsões no último trimestre de 2015.

Na Bovespa, o setor bancário não teve desempenho tão pujante. Bradesco PN e Itaú Unibanco PN subiram 0,31% e 0,79%, respectivamente, enquanto BB ON caiu 0,46%. Santander unit fechou em alta de 1,36%.

Vale, acompanhando o desempenho das mineradoras na Europa, avançou 3,85% na ON e 2,02% na PNA.