22°
Máx
17°
Min

Ibovespa sobe 0,65% e renova pico no ano com cenário doméstico favorável

A Bovespa encontrou fôlego para avançar um pouco mais no significativo patamar dos 60 mil pontos, cravando um novo pico no ano nesta quinta-feira, 6. O Índice Bovespa chegou a ceder a uma leve realização de lucros pela manhã, mas retomou a trajetória de alta ainda no início da tarde, para fechar com ganho de 0,65%, aos 60.644,24 pontos. Com as bolsas americanas rondando a estabilidade na maior parte do tempo, o noticiário doméstico positivo voltou a incentivar ordens de compra.

As ações da Petrobras foram as estrelas do pregão, com ganhos de 4,35% (ON) e 3,57% (PN) e participação de cerca de 20% no volume de negócios da bolsa (R$ 6,9 bilhões). Os papéis, que já haviam se destacado ontem, foram influenciados em parte pela nova alta dos preços do petróleo, mas principalmente pela aprovação na Câmara do texto do projeto de lei que retira da Petrobras a obrigação de participar de todas as concorrências dos campos do pré-sal.

Devido às dificuldades da estatal e à necessidade de avançar em seu plano de desinvestimento, a aprovação do texto era mais que esperada. Ainda assim, animou os investidores em um ambiente mais otimista com os avanços da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos.

À tarde, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou em entrevista nos Estados Unidos que o Brasil pode voltar a crescer na virada do ano e engatar uma recuperação em 2017. O FMI projetou expansão de 0,5% para o Brasil em 2017, abaixo da estimativa do Banco Mundial, de 1,1%. Meirelles disse que a Fazenda trabalha com 1,6%. "O mercado está subindo, indo para 1,3% e acreditamos que o viés é crescente. É normal que as instituições multilaterais, olhando o mundo todo, sejam conservadoras."

O Ibovespa renovou máximas à tarde, chegando até 60.723,99 pontos (+0,78%). Apesar de a fala Meirelles ter sido considerada positiva, seu impacto teria sido limitado sobre os negócios, que se mantiveram bastante concentrados nas ações da Petrobras. As ações de outras estatais, aliás, também foram beneficiadas pela melhora da percepção com o País. Banco do Brasil ON, por exemplo, subiu 3,13%.

As bolsas americanas se arrastaram durante todo o dia, com os investidores à espera da divulgação, amanhã, do relatório de empregos (Payroll). Trata-se de um dos principais indicadores econômicos observados pelo Federal Reserve em suas decisões de política monetária. No Brasil, houve pouca influência. As ações da Vale se ressentiram da falta de referência internacional devido ao feriado na China e tiveram quedas de 0,34% (ON) e 0,51% (PNA).