21°
Máx
17°
Min

Ibovespa tem ganhos de 2,89% na última sessão do mês

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, terminou a última sessão de fevereiro em alta. O índice atravessou esta segunda-feira, 29, no território positivo sustentado pelas altas das cotações das principais commodities, como petróleo e minério de ferro, influenciando as blue chips, como Vale e Petrobras. Notícias da China também animaram os investidores.

"Ibovespa foi influenciado positivamente pelo comportamento das cotações das commodities no exterior. Além disso, houve a ótima notícia de que a Petrobras assinou com o China Development Bank (CDB) um Termo de Compromisso para um financiamento de US$ 10 bilhões. Isso ajudou no humor dos investidores e na alta da blue chip", afirmou o gerente de tesouraria da Guide Investimentos, Rodrigo Hernandes Ruiz.

Logo após a abertura, o Ibovespa subiu 1%. Quase uma hora depois, o índice registrou ganhos de 2% e no início da tarde chegou a subir mais de 3%. Perdeu um pouco de força no meio da tarde, mas terminou o dia com valorização de 2,89%, aos 42.793,86 pontos, com giro financeiro de R$ 6,995 bilhões (dados preliminares). Na mínima marcou 41.599 pontos (+0,02%) e na máxima, 43.053 pontos (+3,51%). Em fevereiro, o Ibovespa acumulou ganhos de 5,91%. No ano, tem queda de 1,28%.

O gerente da área de research e analista da Um Investimentos, Aldo Moniz, chamou a atenção para a decisão do Banco do Povo da China (PBoC) de cortar em 0,5 ponto porcentual a taxa de compulsório para estimular o crédito. A notícia deu força ao petróleo e também influenciou diretamente nas ações de outra blue chip doméstica, a Vale. "Ainda há a expectativa de que os índices dos gerentes de compras (PMI) industrial e de serviços oficiais chinês a serem divulgados nesta madrugada sejam bons", ressaltou.

Sobre Vale, o governo federal e a Samarco conseguiram fechar um acordo para a reparação da área atingida após o rompimento de uma de suas barragens e a conta tende a ficar abaixo dos R$ 20 bilhões inicialmente exigidos pelo poder público. "Essa notícia também foi positiva para as ações da companhia", afirmou Moniz.

Vale ON subiu 7,36% no pregão de hoje e PNA, 5,94%. Já as ON da Petrobras avançaram 6,68%, enquanto as PN tiveram alta de 5,54%.

O último pregão do mês também foi de ajustes de carteiras. Embora a tendência do mercado acionário brasileiro seja de uma posição vendida, o especialista da Um Investimentos observou que, desde o começo do mês, os investidores estariam se desfazendo de posições alugadas. "O mercado está mais cauteloso nessas posições de vendas. Um movimento de short squeeze, quando investidores que estão vendidos no papel zeram essas posições por conta dessa demanda por aluguel, num cenário de volatilidade acontece muito e aí ninguém quer ser pego de surpresa", explicou.