24°
Máx
17°
Min

Impacto do Brexit na economia americana será "próximo a zero", diz Bullard

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de St. Louis, James Bullard, afirmou que a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia - o Brexit - terá um impacto na economia dos Estados Unidos "próximo a zero". Além disso, o dirigente declarou que a reação do mercado ao Brexit foi satisfatória e ordenada.

Bullard reiterou sua expectativa de que a economia dos EUA deve lidar com um crescimento modesto nos próximos dois anos e meio, o que garantirá manter a taxa de juros "essencialmente estável".

A previsão atual do Fed de St. Louis é de uma taxa de desemprego de cerca de 4,7%, Produto Interno Bruto (PIB) de 2% e o índice de consumo pessoal de 2%.

"Se não ocorrer grandes abalos na economia, essa situação pode ser sustentada ao longo de uma projeção de dois anos e meio", afirmou Bullard em um encontro de economistas no Fed de St. Louis.

Bullard mudou sua visão sobre a economia nas últimas semanas, afirmando que é a favor de apenas mais uma elevação nos juros até 2018, pois ele não espera que a economia norte-americana avance durante esse período.

Outro possível risco para sua previsão é uma recessão, mas ele acrescentou que "nós não temos nenhum motivo para prever uma recessão, dado o atual estado da economia norte-americana".

O dirigente, que vota nas reuniões de política monetária, ainda afirmou que a forte geração de postos de trabalho em junho demonstra que o dado do payroll de maio foi uma "anomalia". Fonte: Dow Jones Newswires.