23°
Máx
12°
Min

Indicador de preço de alimentos no atacado cai 0,75% em abril, diz Ceagesp

O Índice de preços da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) caiu 0,75% em abril, pressionado principalmente pelo setor de legumes, que recuou 11,88%. No sentido oposto, o setor de diversos subiu 15,81%, influenciado por alho e batata.

"As quedas, pouco expressivas em abril, devem se intensificar no próximo trimestre. Ainda são esperadas reduções de preços mais acentuadas em razão, principalmente, do aumento da quantidade ofertada e melhora da qualidade ocasionadas pelas condições climáticas mais satisfatórias", informou a Ceagesp em nota.

Em abril, o setor de frutas ficou perto da estabilidade, com alta de 0,01%. As principais elevações foram da carambola (48,3%), limão taiti (39,8%), mamão papaIa (37%), manga tommy Atkins (22,4%) e manga palmer (14,6%). As principais quedas foram do caju (41,2%), melão amarelo (29,5%), atemóia (26,1%), uva niagara (12,8%) e maracujá doce (9,4%).

O setor de legumes registrou queda de 11,88%. As principais baixas foram da vagem macarrão (39,4%), tomate (22,9%), abobrinha brasileira (21,4%), pimentão verde (21,3%) e jiló (21,1%). As principais altas foram do pimentão amarelo (38,1%), beterraba (26,7%), abóbora japonesa (22,7%), mandioca (10,9%) e chuchu (10,7%).

O setor de verduras recuou 0,33%. As principais quedas foram da couve-flor (43,4%), brócolis ninja (27,3%), couve (21,7%), erva doce (18,6%) e mostarda (15,1%). As principais altas foram da cebolinha (64,95), salsa (56,7%), alho-poró (25,2%), repolho (14,7%) e almeirão (12,9%).

O setor de diversos subiu 15,81%. Os principais aumentos foram do alho nacional (52,5%), alho estrangeiro (51,6%), batata comum (24,6%), e amendoim (8,6%). Somente os ovos brancos (7%) e vermelhos (4,8%) registram retração no setor.

O setor de pescados registrou alta de 3,89%. As principais elevações foram da sardinha fresca (39,9%), salmão (39,3%), cação (9,1%) e pescada (4,2%). As principais quedas foram da lula (33,6%), corvina (32,9%), betarra (25,3%), polvo (12,4%) e tainha (11,5%).

Conforme a Ceagesp, o volume comercializado no entreposto de São Paulo caiu 3,31% em abril de 2016. Foram comercializadas 273.860 toneladas ante 283.233 comercializadas em abril de 2015. No acumulado do trimestre foram negociadas 1.083.066 toneladas em 2016 ante 1.129.846 em 2015 - queda de 4,14%.