22°
Máx
17°
Min

Índice de novas vagas de emprego da Catho-Fipe cai e volta a níveis de 2010

O índice Catho-Fipe de novas vagas de emprego caiu 13,4% em agosto em relação a julho. Foi a segunda queda consecutiva na comparação mensal do índice, que, com o resultado, voltou a níveis similares ao início de 2010. Em relação a agosto de 2015, também houve redução no número de vagas criadas, com recuo de 9,7%. No acumulado do ano, a redução foi de 4,7%, quando comparada ao mesmo período de 2015.

O cenário negativo também dominou o índice Catho-Fipe de vagas por candidato. Na passagem de julho para agosto, o indicador caiu 14,9%. A marca pode ser comparada aos níveis de 2009, no auge da crise econômica mundial. Na comparação anual, o recuo foi de 34,1%.

Agosto foi o 25º mês de queda consecutiva em relação ao mesmo período do ano anterior, um recorde negativo na série histórica iniciada em 2004. Já no acumulado do ano a redução foi de 32,1%.

Influenciado pela queda na oferta, o índice de novas vacâncias (que toma como referência a População Economicamente Ativa) recuou 10,4% entre julho e agosto e 10,5% em relação ao mesmo mês do ano passado. De janeiro a agosto deste ano, a redução foi de 6,5%.

O índice Catho-Fipe de novas vagas é calculado com base em postos de trabalho anunciados no site da empresa de recrutamento online Catho. Ele mostra a evolução da relação entre novas vagas anunciadas e o número de novos currículos ativos em determinado mês. Quando essa razão aumenta, significa que cresceram as opções para o candidato a emprego, já que há mais vagas para sua escolha.