22°
Máx
14°
Min

Indústria no Brasil precisa voltar a ser prioridade, diz Usiminas

A indústria brasileira precisa voltar a ser prioridade no Brasil e é necessário que seja lançado um plano de desenvolvimento industrial, defendeu nesta quinta-feira, 22, o presidente da Usiminas, Sergio Leite, em apresentação no Construmetal. "A economia precisa de uma indústria forte, ela precisa voltar a ser prioridade, para atender o mercado interno e internacional", destacou.

Leite frisou que o setor siderúrgico no Brasil segue em um momento delicado, com o consumo aparente de aços planos caindo 30% em três anos, disse. "O consumo de aço neste ano deve ficar em 9 milhões de toneladas e isso significa que uma única empresa teria capacidade para atender o mercado, mas temos no mercado cinco players", destacou.

O executivo admitiu que há neste momento uma melhora nas expectativas, sendo que no final do segundo trimestre o setor começou a registrar um "fim da piora". "Há uma tendência de estabilidade e pequenos sinais de crescimento. A perspectiva é do consumo de aço no segundo semestre ser um pouco melhor do que no primeiro", disse.

No entanto, para que a demanda interna por aço volte a crescer, de fato, a primeira alavanca seria a realização e investimentos de infraestrutura. Segundo Leite, Copa do Mundo e Olimpíadas, cujas última edição de ambos eventos ocorreram no Brasil, tiveram efeito praticamente zero para as vendas da Usiminas. "Teve estrutura metálica importada", afirmou.