21°
Máx
17°
Min

Intenção de micro e pequenos empresários em investir tem menor nível em 12 meses

A intenção de investir dos micro e pequenos empresários do setor de serviços e comércio caiu em abril para o menor nível em 12 meses - pior resultado da série histórica iniciada em maio do ano passado pela pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). De acordo com os Indicadores de Demanda por Crédito e de Propensão para Investimentos do Micro e Pequeno Empresário (IDCI-MPE), a intenção caiu de 28,45 pontos em março para 19,96 pontos em abril - quanto mais próximo de 100, maior é a disposição em investir.

No total, apenas 13% dos micro e pequenos empresários entrevistados estão interessados em promover investimentos. Entre eles, 74% apontaram que usarão o dinheiro do próprio bolso e 21,2% irão recorrer a empréstimos em bancos e financeiras.

"Sem boas perspectivas com os rumos da economia, os empresários estão reticentes para assumir compromissos financeiros de longo prazo, já que os juros estão elevados e a demanda do consumidor segue diminuindo por conta da renda mais baixa e aumento do desemprego", explicou o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, em nota divulgada à imprensa.

Crédito

No item que apura a demanda por crédito para os próximos 90 dias, o indicador caiu de 14,69 pontos em março para 11,68 pontos em abril, figurando como o pior resultado desde setembro, quando estava em 11,11 pontos.

Dentro do grupo de empresários que não pretendem investir, 40,2% afirmaram que estão inseguros com as condições econômicas do País e, por isso, não planejam fazer investimento na empresa que necessite de financiamento.