26°
Máx
19°
Min

Investidores digerem ata do Fed e bolsas de NY fecham em alta

As bolsas norte-americanas fecharam em alta nesta sexta-feira, 20, beneficiadas por uma volta do apetite por risco após as fortes quedas dos últimos dias, em reação à divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

No documento, a autoridade monetária sinalizou que pode elevar os juros nas próximas reuniões, caso os dados econômicos continuem positivos.

Os ganhos reverteram as perdas acumuladas desde a segunda-feira, levando o Nasdaq e o S&P 500 a fechar em alta na semana. O Dow Jones, por outro lado, se manteve no vermelho.

O índice Dow Jones fechou aos 17.500,94 pontos, alta de 0,38% no dia e queda de 0,20% na semana. O S&P 500 ficou em 2.052,32 pontos, avanço de 0,60% no dia e 0,28% na semana. O Nasdaq subiu aos 4.769,56 pontos - +1,21% no dia e alta de 1,10% na semana.

"O Fed tem afetado o mercado nos últimos três dias, mas todos estão realinhando suas apostas hoje", disse Tom Carter, da JonesTrading. "Aqueles que estavam de lado agora estão voltando ao jogo."

Os futuros dos Fed funds, uma ferramenta popular para apostar sobre o futuro da política monetária nos EUA, mostravam uma possibilidade de 30,0% de que os juros subam em junho, de acordo com dados do CME. Um mês atrás, esse número era zero.

Os papéis de tecnologia lideraram os ganhos e se mantêm como o único setor no azul em maio, com ganho de 1,5%.

Após 95% das companhias que integram o índice divulgarem seus resultados trimestrais, estima-se que a queda nos lucros seja de 6,8% no período. O resultado é menor que os 8,5% estimados por analistas no início de abril, mas também marca o quarto trimestre seguido de queda. É a primeira vez que isso acontece desde a crise financeira de 2008. Fonte: Dow Jones Newswires