23°
Máx
12°
Min

Investidores embolsam lucros e bolsas da Europa caem à espera de reunião do BCE

As principais bolsas da Europa fecharam em queda nesta segunda-feira, 7, aproveitando o rali das últimas semanas para realizar lucros em meio a um aumento da cautela às vésperas da reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), que acontece na quinta-feira. O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou com recuo de 0,25% aos 340,93 pontos, apesar de forte alta do setor de mineração.

Os índices acionários tiveram um movimento de correção no pregão de hoje, após três semanas seguidas de alta. O movimento aconteceu em meio à divulgação de dados negativos da Alemanha. Em janeiro, o volume de pedidos feitos às indústrias alemãs cedeu 0,1% ante dezembro. Apesar de ter vindo melhor que a previsão de queda de 0,4%, este é o segundo recuo seguido do indicador.

Investidores também passaram a adotar maior cautela em antecipação à reunião do BCE, que pode anunciar novos estímulos monetários na região.

Segundo Richard Perry, analista da Hantec Markets, a movimentação é parecida com a que aconteceu nos dias que precederam a reunião de dezembro do BCE. Na ocasião, "os operadores se decepcionaram com a falta de ação e o euro teve forte alta", disse.

A maior prudência aconteceu a despeito da forte alta dos papéis das mineradoras, que reagiram ao anúncio de que o governo chinês irá permitir um déficit fiscal maior este ano para estimular a economia. O noticiário vindo da China fez as ações da Antofagasta subirem 7,63%, enquanto a Rio Tinto avançou 5,02% e ArcelorMittal, +1,39%.

Em Londres, o índice FTSE-100 fechou em queda de 0,27%, aos 6.182,40 pontos. O destaque negativo ficou com os papéis da Randgold, que recuaram 3,02% após o Morgan Stanley mudar sua recomendação da empresa para venda. Já em Paris, o CAC-40 cedeu 0,32%, aos 4.442,29 pontos, liderada pelo recuo do setor bancário: BNP Paribas perdeu 1,89% e Société Générale caiu 1,75%.

O índice DAX da bolsa de Frankfurt terminou em queda de 0,46%, aos 9.778,93 pontos, com destaque para a Volkswagen, que recuou 3,18% após a mídia local voltar a retratar o escândalo das emissões. Já em Milão, o FTSE-Mib caiu 1,2%, aos 18.059,27 pontos, o pior desempenho do dia. Banco Popolare cedeu 4,05%, enquanto Unione di Banche Italiane perdeu 3,71%.

Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda 0,28%, aos 8.786,80 pontos. Já o índice PSI-20 da bolsa de Lisboa perdeu 0,45%, aos 4.928,97 pontos.(com informações da Dow Jones Newswires)