24°
Máx
17°
Min

Investimento previsto em projetos contratados no leilão A-5 soma R$ 1,9 bi

Os 29 projetos de geração de energia negociados no leilão A-5 desta sexta-feira devem demandar investimentos de R$ 1,9 bilhão, segundo dados disponibilizados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Com muitos projetos de pequeno porte e a venda de energia no certame por empreendimentos já anteriormente contratados ou atualmente em operação comercial, o volume de novos investimentos é significativamente menor que o de leilões anteriores.

O maior projeto comercializado é o da usina hidrelétrica Santa Branca, de 62 MW de potência, localizada no Rio Tibagi, no Paraná, que demandará R$ 399,578 milhões em investimentos.

Também se destaca o projeto da Eldorado, de uma usina térmica a biomassa de cavaco de madeira, de 50 MW de potência, em Mato Grosso do Sul, que exigirá investimentos de R$ 292,4 milhões.

Se, nos leilões anteriores, boa parte dos investimentos era direcionada para Estados do Nordeste, devido à forte presença de projetos eólicos, desta vez, sem esta fonte, os investimentos estarão concentrados no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Nenhuma das usinas contratadas servirá diretamente aos submercados Norte ou Nordeste, conforme os dados disponibilizados pela CCEE. Isso acontece apesar de a maior parte das distribuidoras que compraram energia no leilão serem dessas regiões, atendendo Estados como Amazonas, Roraima, Alagoas e Piauí.