21°
Máx
17°
Min

IPCA de julho provoca mudança na perspectiva de corte da Selic, mostra Focus

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho, divulgado na última quarta-feira, 10, foi diretamente responsável pela mudança nas previsões para a Selic em 2016, contidas no relatório Focus do Banco Central. O índice de preços, que ficou em 0,52% no mês passado, acima do 0,45% da mediana calculada pelo mercado, conforme o Broadcast Projeções, mostrou uma inflação de curto prazo resistente, em função de alimentos e bebidas.

O resultado foi que os economistas do mercado passaram a prever menos cortes para a Selic ainda em 2016. A abertura dos dados do Focus mostram que, na terça-feira, a mediana das projeções do mercado para a Selic no fim deste ano estava em 13,50%. Com os números do IPCA à disposição já na manhã de quarta-feira, essa projeção passou para 13,75%.

Apesar da pressão trazida pelos alimentos em 2016, o mercado segue projetando para o fim de 2017 uma Selic em 11,00% ao ano. Isso significa que, ao longo do próximo ano, o Banco Central, com a inflação já mais controlada, teria espaço para promover cortes maiores da Selic.